Pesquise por Aqui :

domingo, 1 de agosto de 2010

Nem imagino como imaginei tudo aquilo

Hoje pela manha estava eu dentro do meu mesmo ônibus , pelo mesmo caminho no mesmo horário com o mesmo humor no mesmo banco , escutando a mesma sequência de musica mas refletindo diferente .
Se tudo que eu fazia atualmente em minha vida fazia algum sentido para mim
?Me deparei rindo sozinha ,eu sempre fui de muitas perguntas grotescas a mim mesma pois na pura realidade quando a resposta de minhas perguntas fossem negativas parava tudo e recomeçava , mas no auge do topo de que minha vida  estava não poderia recomeçar assim do nada nem sei eu se teria coragem de fazer .
Pois você teria coragem de recomeçar depois de tanto trabalho de tanta coisas que foram feitas pelas quais você se machucou de tanto lutar e quando finalmente conseguiu vê que não é o que quer fazer ?
A resposta seria não , ou talvez sim
Mas realmente não me arrependia de onde tinha chegado , acordava mais cedo do que queria mas ia a um lugar que sei que meu futuro poderia deslanchar , só alguém lá em cima sabe aonde quero estar . Queria fugir desse universo maluco e viver por ai talvez sendo um AVATAR (risos), sem precisar escutar talvez alguém zumbido no meu ouvido dizendo que tenho enumeradas responsabilidades a cumprir e que tenho enumeradas ² contas a pagar.
A uma coisa chamada RESPONSABILIDADE  dentro de minha mente quem me impede de fazer muitas coisas , lembrava eu dentro do ônibus de como era LIVRE , fazia tudo o que queria sem medo mas hoje tudo isso mudou nada negativamente nada do que faço ou reajo vem sem responsabilidade é uma coisa de orgulhar talvez , mas nunca deixei de ser feliz com ela e sem ela ..
Talvez seja muito imparcial com certas coisas em minha vida , com relacionamentos muito instantâneos como com minha mãe irracional diversas vezes ou ate em minha religião...
Lembrando de olhar na janela percebi que havia chegado no ponto final era hora de despertar e voltar ao real.

Um comentário:

Luciana Klopper disse...

adoro ler seus pensamentos, olha pela sua janela